AULA III ACONSELHAMENTO PASTORAL

17/02/2015 14:00

 

ACONSELHAMENTO PASTORAL

AULA III

 

Ser pastor, de fato é ser conselheiro?

 

 

Todo ser humano tem habito de aconselhar, logo aconselhamento no sentido genérico não é somente responsabilidade do pastor, a menOS em alguns casos especifico.

 

Em todos os momentos da vida surge uma oportunidade de aconselhar alguém, que se emerge naturalmente.

 

Se entre a membrasia as relações de aconselhamento ocorre naturalmente, certamente o pastor será o mais requerido. Se isso não está acontecendo algo está errado.

 

Quais os motivos que afastam as pessoas do aconselhamento pastoral?

  1. Falta de confiança no Pastor;
  2.  Pastor muito jovem;
  3. O pastor não guarda segredo

 

O pastor deve formar equipe de conselheiro.

Exemplo de Jetro e Moises (Ex. 18.19-27)

 

As pessoas buscam sempre conselho em um líder religioso.

Por quê? Porque  o líder religioso é tido com representa de Deus na terra.

 

Durante o ministério o pastor vai descobrindo que ele é um conselheiro, mais que qualquer outra atividade na igreja.

 

Se pastor é sempre  um conselheiro por excelência.

E todos que aspiram o ministério deveria ver a necessidade de se preparar e se treinar continuamente ao estudo da psicologia pastoral se dedicando a cursos e literaturas voltadas ao a psicologia pastoral.

 

Nunca considerar que sabe tudo, mas amplie e renove seus conhecimento, principalmente no século XXI, século da velocidade, da informação rápida e mudanças constantes, e nesse contesto encontra a igreja.

 

O que  é aconselhamento pastoral?

 

Deve ser um processo de orientação espiritual com base nos princípios da doutrina cristã.

 

Deve levar a pessoa a tomar decisões na vida diante crises e conflitos emocionais e espirituais que veremos em futuras lições.

 

Esse reencontro as vezes é rápido, e outros é um processo de  vários aconselhamento, um amplo e completo diagnóstico que pode ter três lentos processos:

 

  1. A investigação
  2. O diagnostico
  3. Método

 

Na aplicação dos três métodos acima se chega ao resultado esperado pelo conselheiro. O aconselhado revela seu sentimentos de culpa ressentimento, pecados não confessados, ira, magoa do passado, hábitos destrutivos, e outros.

 

Por isso o aconselhamento se torna um cargo sagrado e um relacionamento terapêutico, haja vista que acima de qualquer  culpa ressentimento , tensões há uma alma precioso para Deus.

 

O conselheiro precisa possuir sentimento de  empática para se envolver profundamente no processo de aconselhamento, para oferecer esperança.

 

Há base bíblica para o ministério de aconselhamento?

 

Desde o Antigo Testamento, a única fonte segura de aconselhamento é o próprio Deus, (ver as referências bíblicas no manual de estudo). Ele próprio escolhia homens e capacitava para o tal  ministério.

 

Ideia de aconselhamento no Antigo Testamento.

 

A palavra conselho – Na versão ARA parece:

106 Vezes no Antigo Testamento – Radical do verbo aconselhar (aconselh).

 

Homens que foram hábeis conselheiros no Antigo Testamento:

 

1. Jose do Egito

2. Jetro, sogro de Moises

3. Natã, Quando corrigia Davi de seu duplo pecado.

 

 

Profetas e Sacerdotes como conselheiros no Antigo Testamento.

 

O Profeta – Falava os conselhos de Deus para o Povo – Exortando ao arrependimento (Jr. 25.4,5).

 

O Sacerdote – Levava a Deus a petição do provo pedindo perdão (Ex. 28.29,30,38).

 

O aconselhamento torna a pessoa mais sábia: “O Caminho do tolo é reto aos seus olhos, mas o que dá ouvido ao conselho é sábio” (Pv. 12.15 e 13.10b).

 

 

Os conselhos no Novo Testamento e os termos empregados.

 

No Novo Testamento somos chamados de Sacerdotes Reais (I Pe 2.9).

- Cada Crente é um Sacerdote

- Cada crente diretamente ou indiretamente é um conselheiro.

Duas palavras gregas utilizadas para ideia de aconselhar: paracleto e noutetéo.

 

a). ParacletoChamar ao Lado. A alguns interprete, seguindo algumas traduções, como a tradução inglesa RSV, prefere conselheiro como tradução.

 

Como consolador, ele veio paras instruir, consolar e ensinar os crentes.

 

Vejamos outras cinco vertentes ou sentidos de paracleto:

 

1º - Exortar a permanecer na fé – (Hb 3.13 e Atos 14.22ª)

2º - Exortar doutrinariamente – (Tt. 1.9, Hb. 13.22)

3º - Confortar, encorajar – (At. 16.40;  20.1-2;  2Co. 7.6,7)

4º - Consolar e edificar – (I Ts. 5.11; 2 Co 1.3,4)      

5º - Solicitar em nome o amor (Fm 9,10)

 

Em suma, além do paracleto Cristo é chamado de MARAVILHO CONSELHEIRO.

O conselheiro paracleto ou consolador tem a mesma qualidade de Jesus.

 

 

2) NoutetéoRepreender com branduro – Literalmente tem três significados:

 

1) Admoestar  - (Atos 20.31) Advertir, repreender com brandura, avisar lembrar

2) Instruir e ensina (Cl 1,28)

3) Advertir – Tem quase o mesmo sentido de admoestar – (2Ts. 3.15 e 1 Co 10.11)

 

Levando em consideração os itens acima, afirmamos que todo aconselhamento tem caráter  ou deve ter caráter cristão.

 

Praticamente todas as epistolas foram escritas com objetivo de aconselhar, mas quando vemos as palavras do Senhor Jesus concluímos, que suas mensagem sempre foram de encorajamento e conselhos.

 

(*)  Distinção entre conselho e repreensão:

 

* Repreensão – Diz respeito ao andar errôneo. A pessoa é advertida a corrigir o

                          seu erro, e é de caráter moral (Quando seu erro é exposto a         

                          todos). Na repreensão o pastor ou outro conselheiro vai em busca              

                          do errado

 

* Conselho – A pessoa vem em busca, isso até porque  não é uma situação moral,

                     ou seja não está exposto ao publico, pois quase sempre são

                      problemas pessoais.

 

Nesse sentido, o pastor não é apenas um conselheiro, mas também um repreensor.

 

(*) Os diferentes tipos de conselhos:

  Quanto a sua natureza:

* Preventivo – Alertar de um perigo, algo que esta fora do plano de Deus. Eis a

                           razão por que muitos caem em erros tão insignificantes, isso por

                            que falta o conselho preventivo

 

* Conselho terapêutico – Quando o aconselhamento funciona como remédio      

                               para sanar um   problema consumado por terceiro. Vejamos:

 

 

  Primeiro – Falta de amor pelo próximo, que leva pessoa envolver em

                               problemas   involuntariamente

 

Segundo Lugar – Falta de interesse pelo próximo e família da igreja.

 

Terceiro lugar – Falta de capacidade ministerial pelo não cumprimento de recomendação do apostolo Paulo a Timóteo ( 2Tm 2.15)

 

 

Tipo de conselho quanto a motivação:

* solicitado

* Oferecido

 

Tipo de conselho quanto ao alcance

 

* Conselho individual

* Conselho coletivo – Quando ministrado a um grupo

 

 

Objetivo do ministério de aconselhamento espiritual.

 

Evitar que o povo caia.

* Evitar contenda, através do uso da sabedoria

* Estabelecer a confirmação de projetos santos  - se não houver conselho os  

   projetos saem em vão ( Pv 15.22)                

 

* Produzir cura para a alma – O elemento principal disso é o Senhor Jesus e a fé     

                                                    nEle .

 

* Tomada de decisões de modo autônomo – Estimular o amadurecimento da pessoal para em  outras situações ele mesmo tome suas decisões. Hoje, existe muitas pessoas dependente dos outros que não sabe tomar as suas próprias decisões, ficando  sempre a mercês de terceiros.

 

Há situações que o conselheiro deve limitar a guia o processo e deixar que o aconselhado o tome mesmo a decisão, para que o conselheiro não se torne cumprisse do problema.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

II  PARTE DA LIÇÃO

 

 

A NECESSIDADE DE UM MINISTÉRIO DE ACONSELHAMENTO.

 

 

Por que há necessidade de as pessoas procurarem primeiramente o pastor pra as preocupações relacionadas a saúde mental.

 

 

Porque o pastor é a pessoa mais próxima e mais acessiva as pessoas de sua igreja, e convive com as pessoas no lar, no lazer, nos cultos e etc.

 

Os problemas que o pastor enfrenta não são diferentes dos profissionais da saúde mental.

 

O pastor atende pessoas com problema de fé, problemas sexuais, ansiedade, preocupações e outros. Ver os textos de Pv. 20.18; 24.6.

 

Todo obreiro deve ser sábio conselheiro.

 

Deve sempre chegar mais cedo nos cultos para receber e saldar os irmãos com amor e carinho.

 

As pessoas procuram quem demonstra amor e interesses por seus problemas.

 

 

Cuidados prioritários a ser tomados no ministério do aconselhamento.

 

O aconselhamento pastoral, não parece, mas é uma das áreas mais frustrante do

ministério, isso porque não depende somente da vida cristã consagrado do

conselheiro, mas dependerá também da vontade do aconselhado

 

Há situações que o conselho depende de tempo, veze, pós vez visitação, terapia

de gabinete, Mas o aconselhado não mostra nenhum interesse de mudança.  

 

 

 

      Vendo com muita seriedade a psicologia.

 

Em aula anterior, falei dos casos que foge do alcance do pastor, por se tratar de causas que deve ser encaminhado a um profissional qualificado, se possível cristão.

Nenhum conselheiro pode ser ortopedista e muito menos cardiologista, assim podemos comparar as doenças psíquicas que nem sempre são resolvidas com textos bíblicos.

 

Vejam no manual de estudo, o que Freud diz  com respeito isso:

 

A imagem absorvida  pelo inconsciente  que pode vir desde a mas tenra idade, poderá ser liberada em forma de rebelião em ocasião menos esperada.

 

Quando ele fala de depravação humana  que manifesta até mesmo nas crianças. No entanto o próprio Freud  concluir que o ser humano também é dotado de grande potencial do bem.

 

 

 

     Quem atua no ministério de aconselhamento deve ter consciência que nem todas as pessoas que recebem seu conselho irão obedecer a palavra de Deus.

 

David Wilkerson – Pregador americano, veja o que ele diz:

 

Hoje temos mais conselheiros competentes, do que em todo a historia da igreja; milhões de livros sobre o assunto, manuais. Porem, tragicamente, temos mais casamentos, pessoas e família da igreja com problemas do que qualquer época anterior. (continue lendo o texto no manual de estudo)

 

A minha pergunta como conselheiro é: Onde reside o problema? Respondemos; falta temor na palavra de Deus e o desrespeito pelo ministro do Senhor.

 

Gostei muito da expressão do pastor Wilkserson: Deus não o encontrará, até que você desperte e admita: Nada vai mudar em mim, até que eu mude. O seu milagre de pende de sua mudança.

 

 

Então meu amado pastor e conselheiro, se nada está mudando na vida do seu aconselhado, é hora de rever o tema acima; não adianta trabalhar ou investir em quem não quer mudança. Afinal existem outros que necessitam de seu aconselhamento.

 

 

      O ministério de aconselhamento exige dependência do Espirito Santo, sem o qual   fracassará.

 

Ainda que usássemos todas as técnicas de aconselhamento, aplicássemos todos os métodos da psicologia social, fizéssemos intensas terapias, sem o Espirito Santo o nosso trabalho resultaria em nada.

 

Primeira regra de dependência do Espirito Santo – Reconhecer que estamos

                                    lidando com ser humano dependente da graça de Deus, e

                                    estamos interessado não  apenas no seu problema, mas na

                                     sua alma. Pois nada adianta curar a ferida emocional e a

                                     alma ir para o inferno.

 

Segunda regra de dependência do Espirito Santo – Aceitar as pessoas como           

                                     elas são, sabendo que o transformar não depende de nós

                                     conselheiros, mas do convencedor Espirito Santo, Aleluia.

                                     Jesus disse em sua palavra: “Vinde a mim todos os que

                                     estais cansados de carregar suas pesadas cargas, e Eu  

                                     vos darei descanso”  (Bíblia King James Atualizada).

 

 

CONCLUSÃO:

 

Ao encerrar está maravilhosa aula, me sinto mais na necessidade de depender do querido Espirito Santo, sabendo que os dias são maus, e que o mundo jaz no maligno, e devemos ser sábios e remir o tempo. Temos muitos a fazer na casa de Deus com pessoas que sofrem sem ter com quem buscar ajuda.

 

Senhores pastores e homens de Deus, devemos nos interessar pelas ovelhas de nosso aprisco, pois nossas mensagens de púlpito as vezes estão longe de curar as feridas purulenta e cancerosas da igreja. É preciso, irmos ao encontro de uma a uma que esperam apenas que apertemos a sua mão com um fraternal cumprimento no final do culto. Talvez esse seja o melhor conselho para uma pessoa deprimida.

 

Quantas pessoas querem receber o nosso aperto de mão pelo menos uma vez, nós nos ocupamos com os companheiros de púlpitos e da li saímos pela porta do fundo, enquanto muitos na porta de saída esperam por apenas um sorriso nosso. Pense nisso, é muito serio.

 

Contato

J A I M E B E R G A M I M

jaimebergamim@bol.com.br e jaimebergamim@gmail.com.br

Fone: XXX (41) 3537.3738
tuitter:
@bergamimjaime
https://minist-jaimebergamim.webnode.com.br
Site da Igreja:
https://igrejaaltodacruz3.webnode.com

Pesquisar no site


A terceira idade; por que devo me preocupar se sou apenas um jovem.

Veja as causas

pbjaimebergamim.webnode.com.br/news/a-terceira-idade-eu-vou-chegar-la/

ORE E DIVULGUE NOSSO SITE

Crie um site gratuitoWebnode