QUANDO A IGREJA DE CRISTO É PERSEGUIDA

15/02/2011 22:09

 

 

Texto: Atos: 8.1-8

INTRODUÇÃO

A perseguição se tornou o motivo de crescimento da igreja primitiva que até então estava resumida as quatro paredes da cidade Jerusalém.

O sangue de Estevão abrir a porta para o crescimento da igreja, e em seguida obra de Deus se expandiu para alem fronteira alcançado todo os territórios até então conhecido naquele tempo.

Para o povo Judeu, o cristianismo não passava de mais uma seita judaica que morreria em pouco tempo. Mas ao contrario, era uma religião que ganhava notoriedade pelo poder do sangue de Cristo que foi a primeira semente lançada na terra do cristianismo.

Todos os sangues que foram derramados por causa do nome de Cristo, foram sementes selecionadas para o plantio e futuro crescimento.

Ainda hoje, em muitos paises cristãos são perseguidos por causa do evangelho. Em nosso Site selecionamos dois pequenos filmes para exemplificar em  nossa aula, o que ainda acontece com os cristãos fieis.

 

I. OS EFEITOS DA MORTE DE ESTEVÃO

 

A morte de Estevão fez emergir um fariseu que se tornou o líder de um  grande movimento persecutório contra os seguidores de Cristo. Seu nome era Saulo. As testemunhas do martírio de Estevão depositarão as veste ao pés de Saulo. A partir então daí Saulo se torna um ferrenho perseguidor da igreja de Cristo, não sabendo ele que mais tarde de perseguidor seria perseguido por amor a Cristo.

 

1. Sobre Paulo

 

O sermão pregado por Estevão enquanto ia morrendo por apedrejamento, surtiria mais tarde a conversão do homem mais temido naquele tempo. O próprio Saulo dá testemunha da disso em Atos 22.20. O que Ananias fez foi apenas confirmar a chamada divina do caminho de Damasco, e completar a obra do Espírito Santo na vida Saulo que já havia começado com o Sermão do primeiro mártires cristão - Estevão.

Saulo, um sábio e proeminente advogado criado aos pés de Gamaliel, um grande interprete da lei, ou cientista da lei como são conhecidos os advogados, não sabia ele que uma grande causa estava para ser defendida, não no tribunal de júri de sua época, muito menos na sala do sinédrio, mas sim nos palcos  do seu ministério e na cadeira de sua missão cujo jurado foi feito na estrada de Damasco.

 

2. Sobre a igreja

 

Uma questão que ficou sem resposta para muitos estudiosos da Bíblia: por que os demais apóstolos não sofrerão o martírio no mesmo tempo que Estevão? Talvez seja por que ainda não falavam abertamente, ou por causa da genuína fé que permeava seus corações. Sendo a segunda opção a mais aceita.

Agora, a igreja sai das mediações de Jerusalém e avança  a Judéia e Samaria.

Felipe, um dos setes diáconos da igreja em Jerusalém, desce para samaria, onde a população era formada de origem israelitas, mas com uma considerável mistura de sangue gentio. Essa mistura deve aos exílios assírios e babilônicos. O povo Israelita que foram deixados na terra se misturou com os povos vizinhos formando os samaritanos. A verdadeira separação entre judeus e samaritanos  aconteceu quando o filho de Joiada , o sumo sacerdote , foi expulso do templo (Ne. 1.28). Os samaritanos construíram um templo rival no monte Gerizim, e as hostilidades entre judeus e samaritanos se tornaram mais intensa com o passar dos anos. Eis o motivo quando do  encontro de Jesus com a mulher samaritana, ela fez referencia ao monte Gerisim como local de adoração (Jo. 4.20).

A igreja de Cristo estava rompendo as barreiras culturais, costumes e crença. Para Deus não existe ministério, não existe placa de igreja e não existe discriminação racial. O preconceito entre samaritanos e Judeus foi quebrado no encontro de Jesus com a samaritana junto ao poço de Jacó. “A hora vem, e já é chagada em que os verdadeiros adoradores adoraram o pai em espírito e em verdade” (Jo. 4.23).

Dois mil anos se passaram, a semente que foram semeadas com a morte dos mártires continua a germinar. Ainda que o poder das trevas tenta barra essa obras, ele não pode conter o poder do Espírito Santo que inflama a igreja de Cristo.

 

II. QUANDO A IGREJA É PERSEGUIDA.

 

Estamos vendo em outro tempo, mas a perseguição em alguns lugares (paises) apenas mudou de jeito. Nos paises onde existe a liberdade religiosa, a exemplo, o Brasil, o inimigo está usando outra estratégia para barrar o avanço da obra. O relativismo ocupou lugar em nossas igrejas, a política e a liberdade de expressão são os agentes de perseguição psicológica; nada faz mal, nada é pecado a menos que fira a consciência.

Está sendo atacados por uma falsa ideologia onde do mundo moderno; é o mundo travestido de Cristão que entra no sagrado. Não existe mais separação entre o Santo e profano. Devemos ter cuidado com a liberdade religiosa que estamos a desfrutar no presente século.

 

1. Perseguição física

 

Senhores consultem em nossa pagina: http://pbjaimebergamim.webnode.com.br

(para quem está só com esse material impresso), deixamos lá dois endereços onde os senhores poderão ver o que se faz com quem professa sua fé em Jesus. São espancados nas ruas até a morte, outros são torturados em prisões. Oremos pela china e pela Coréia do Norte e Cuba, onde a perseguição a cristão se assemelha aos tempos da igreja primitiva, sem falarmos dos paises muçulmanos.

Estamos deitados em berços esplendidos e surdos que não conseguimos ouvir o clamor que vem de  Duma e montanhas de Seir “Guarda o que resta da noites” (Is. 23.11).

 

2. Perseguição cultural

 

Já falamos na introdução desse ponto com respeito a liberdade religiosa, política e o mundo travestido de cristão. Falaremos do relativismo religioso.

O relativismo moral, que substituiu os valores Bíblicos por uma ética permissiva, porem não é a ética diretiva de Deus. O egocentrismo (o homem o centro de todas as coisas, assim diz sofista Protágoras (487-420 a.C).

 Essa é era do homem iluminado com a chegada do iluminismo no século XVII, ainda que considerado tardio. Veja abaixo o que ele dizem:

Os iluministas admitiam que os seres humanos estão em condição de tornar este mundo um mundo melhor - mediante introspecção, livre exercício das capacidades humanas e do engajamento político-social. Immanuel Kant, um dos mais conhecidos expoentes do pensamento iluminista, num texto escrito precisamente como resposta à questão O que é o Iluminismo?, descreveu de maneira lapidar a mencionada atitude:

"O Iluminismo representa a saída dos seres humanos de uma tutelagem que estes mesmos se impuseram a si. Tutelados são aqueles que se encontram incapazes de fazer uso da própria razão independentemente da direção de outrem. É-se culpado da própria tutelagem quando esta resulta não de uma deficiência do entendimento mas da falta de resolução e coragem para se fazer uso do entendimento independentemente da direção de outrem. Sapere aude! Tem coragem para fazer uso da tua própria razão! - esse é o lema do Iluminismo".

 

  Segundo esse pensamento o homem tem liberdade de expressar a sua própria razão, mas essa não tem limite na razão divina quando tomamos emprestada as palavra do Apostolo Paulo:

 

“Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé no filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim”, (Gl. .2.20).

 

3. Perseguição institucional

 

Veja o artigo de lei que dá direito ao homossexualismo, que disfarçada fecha a porta para pregarmos contra essa prática:

Segundo a Lei 8.444 de 31 de julho de 2006, os estabelecimentos, pessoas e instituições que submeterem, por motivo de preconceito, o cidadão homossexual a qualquer tipo de ação violenta, constrangedora ou vexatória, como privá-lo do ingresso a estabelecimentos públicos ou privados e proibir a livre manifestação de pensamento e afetividade em público, sofrerão severas penalidades.

“Com essa iniciativa pretende-se proteger os direitos dos homossexuais em suas relações afetivas e no seu convívio social como cidadãos dignos de respeito. É inadmissível que em pleno século 21 e esse tipo de preconceito ainda prevaleça em muitos setores da sociedade”.

 

Não somo contra o homossexualismo, antes amamos em Cristo Jesus. São almas que necessitam de salvação, mas o que se prega a liberdade de expressão extrapola os limites da moralidade quanto ao expressar em público sua práticas anti bíblica.

Como pregar contra essas imoralidades? Aborto, homossexualismo e lesbianismo? Eis a grande questão da perseguição institucional. Oremos pelo Brasil.

 

III. COMO ENFRENTAR A PERSEGUIÇÃO

 

 Certa feita um grande amigo e obreiro meu, disse na mais pura simplicidade: vamos orar para Deus mandar perseguição para que a igreja despertar para fazer a obra do Senhor. É sobre esse apanágio que a igreja realmente se despertou para ir além fronteiras de Jerusalém.

Estamos nós preparados para fazer missão em meio a perseguição?  Que tipo de mensagem estamos pregando frente as leis aprovadas pelo nosso congresso? Você já pensou como enfrentar tudo isso?  Que resposta daremos a cerca de nossa fé?

A perseguição só pode vir a um povo especial de boas obras, caso contrario somo iguais a todos.

Deus nos chamou para fazer a diferença, eis a grande questão. Pense nisso.

 

CONCLUSÃO

 

A minha alma sofre e chora quando vejo a igreja limitada a uma circuncisão territorial e competindo entre si pelo mesmo terreno, enquanto Judéia e Samaria nos espera. No entanto se Judeus (Igreja atual) não faz, Deus levantará Apóstolos para os gentios.

Levantemo-nos e vamos daqui, pois o tempo é chegado.

Tenham todos uma boa aula,

 

Pb. Jaime Bergamim

 

 Assita o Video abaixo de perseguição a cristão na India

 

http://www.youtube.com/watch?v=H-pNMsg5T4I

http://www.youtube.com/watch?v=ijWJFBCmDi8

 

 

Contato

J A I M E B E R G A M I M

jaimebergamim@bol.com.br e jaimebergamim@gmail.com.br

Fone: XXX (41) 3537.3738
tuitter:
@bergamimjaime
http://minist-jaimebergamim.webnode.com.br
Site da Igreja:
http://igrejaaltodacruz3.webnode.com

Pesquisar no site


A terceira idade; por que devo me preocupar se sou apenas um jovem.

Veja as causas

pbjaimebergamim.webnode.com.br/news/a-terceira-idade-eu-vou-chegar-la/

ORE E DIVULGUE NOSSO SITE

Crie um site grátisWebnode