O REINO DE DEUS ATRAVES DA IGREJA –

29/07/2011 22:04

 

LC 17.20,21 MAT 18.1-5 MC 10.42-45

 

 

INTRODUÇÃO

 

A Igreja tem a missão de divulgar, zelosamente os valores do reino de Deus neste mundo

 

I. O REINO DE DEUE E A IGREJA

1. A igreja representa o reino de Deus

Israel deveria ser os representante legais do reino de Deus na erra.

 

- Diante da rejeição dos gentios ao “reino de Deus”, o Senhor, então, passou a formar um novo povo, que teria a missão, a tarefa de trazer o Seu reino para a humanidade. Assim, chama Abrão, a fim de que dele se formasse uma grande nação, na qual seriam benditas todas as famílias da Terra (Gn.12:1-3).

 

-         A nação de Israel, a quem o Senhor, no monte Sinai, propôs uma aliança, mediante a qual Israel seria um reino sacerdotal, uma propriedade peculiar de Deus entre os povos, com a missão precípua de trazer o “reino de Deus” para toda a humanidade (Ex.19:1-8

 

-         Recusada a oferta do “reino de Deus” tanto por gentios, quanto por judeus, era preciso que se formasse um novo povo que fosse a agência do reino de Deus sobre a face da Terra.

 

-         Nesse tempo presente Deus elege a igreja, sobre a qual as porta do inferno não prevalece contra ela.

 

2. A igreja é comissionada por Cristo

 

Este novo povo foi fundado por Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, que o revelou logo após a famosa “declaração de Cesareia” em que Pedro, revelado pelo Pai, disse ao Senhor que Ele era o Cristo, o Filho do Deus vivo (Mt.16:16-19), tendo o Senhor dito que sobre Ele próprio, o Cristo, edificaria a Sua igreja e as portas do inferno não prevaleceriam contra ela.

 

A Igreja Nasce no Calvário

Consolida no Pentecostes.

Do Pentecostes até a gora estamos na era da expansão da Igreja.

Durante esse período a igreja cresceu, multiplicou, e continuo a ganhar gente de todas as classes sociais e culturais.

 

3. A igreja e a sociedade

 

A igreja de Cristo é a expressão viva do reino de Deus na terra. É na sociedade que se perpetua o reino de Deus através da igreja.

 

 

 

II.              O REINO DE DEUS PRESENTE NA IGREJA

 

1. Na pregação Cristocêntrica

 

A Igreja é formada de “ministros de Cristo;

despenseiros dos mistérios de Deus” (I Co.4:1);

 

A própria Igreja é chamada de “mistério de Cristo, o qual noutros séculos não foi manifestado aos filhos dos homens, como agora tem sido revelado pelo Espírito aos Seus santos apóstolos e profetas” (Ef.3:4,5). Aliás, nem mesmo os homens de Deus do passado tiveram condições de perceber, em toda a plenitude, a revelação que se deu à Igreja (Hb.11:39,40; I Pe.1:10-12).

 

 

A primeira tarefa da Igreja como agência do reino de Deus sobre a face da Terra está, precisamente, na pregação do Evangelho ao mundo, na tarefa da evangelização.

 

 A evangelização é a missão fundamental da Igreja.

 A pregação do Evangelho é uma responsabilidade que a Igreja tem diante de seu Senhor, que não só a determinou, em caráter imperativo (Mc.16:15), como também a efetuou em Seu ministério terreno (Mc.1:15)

.

OBS: O Código Canônico da Igreja Romana, em seu cânon 225,§ 1º traz uma afirmação que deveria ruborizar a genuína e autêntica Igreja. Ali se diz que “…todos os fiéis(…) têm obrigação geral e gozam do direito de trabalhar para que o anúncio divino da salvação seja conhecido e aceito por todos os homens, em todo o mundo: esta obrigação é tanto mais premente naquelas circunstâncias em que somente através deles os homens podem ouvir o Evangelho e conhecer a Cristo.”

 

-         Depois de ter consumado a obra da redenção do homem no Calvário (Jo.19:30), sacrifício aceito pelo Pai como nos prova a ressurreição(At.3:25,26; 13:29,20), Jesus, após ter passado quarenta dias dando prova da Sua ressurreição aos discípulos e falado a respeito do reino de Deus (At.1:3), explicitamente determinou qual seria a tarefa principal da Igreja. Mandou que o evangelho fosse pregado por todo o mundo a toda a criatura (Mc.16:15).

 

Cristo não deve ser substituído por nada em nossos cultos.

 

2. Comunhão – Nela está expressa a maior sentido da mensagem cristocêntrica: Indicar participação dos santos, comunhão, auxilio, contribuição e outros.

 

3. Serviço – A mensagem cristocêntrica não só limita a pregação do evangelho, mas também no serviço prestado ao próximo.

A obra social legitima a pregação do evangelho do Cristo.

 

III. QUEM É O MAIOR NO REINO DE DEUS

 

1. O maior em humildade

A verdadeira grandeza está em um coração quebrantado – Maior em humildade

 

2. O maior deve ser como uma criança

Jesus uso uma criança, porque ela não se preocupa com cargo ou posição social, são humildes e sinceras, o filho do rico brinca o filho do pobre na maior simplicidade.

 

3. O maior deve ser servo de todos

É aquele que serve sem esperar receber alguma coisa em troca.

Ajuda aos enfermos;

Aos Carentes;

Ao prisioneiros;

 

Jesus o nosso maior exemplo, se humilho a morte de cruz.

Jesus lavou os pés dos discípulos, serviço que menor da casa deveria fazer.

 

 

OUTROS SUBISIDIOS:

 

A característica da Igreja é a de produzir o fruto do Espírito Santo, que nada mais são que boas obras, pois as boas obras foram criadas para que a Igreja andasse nelas (Ef.2:10). Por isso, Tiago, o irmão do Senhor, foi claro ao afirmar que a fé sem obras é morta, ou seja, provamos ter fé em Cristo Jesus quando produzimos boas obras (Tg.2:14-26).

 

-         A palavra “comunhão” é uma expressão típica da Igreja, tanto que sé é encontrada nas Escrituras Sagradas em o Novo Testamento e, mais especificamente, após a “inauguração” da Igreja a partir do dia de Pentecostes do ano 30. Seu primeiro aparecimento na Bíblia é em At.2:42, na primeira descrição deste novo povo de Deus, quando se diz que os crentes perseveravam na doutrina dos apóstolos e na “comunhão”. É a tradução da palavra grega “koinonia.

 

 

- “Comunhão”, portanto, é passar a compartilhar dos sentimentos, propósitos e desígnios de Deus, é ser “participante da natureza divina” (II Pe.1:4), é ser “vara da videira verdadeira” (Jo.15:4,5). O salvo, ao alcançar a salvação, passa a ter em comum a natureza divina, ou seja, passa a ser santo, a se separar do pecado, a abominá-lo, assim como Deus e a ter os mesmos desejos, pensamentos e sentimentos divinos em suas atitudes, sendo, portanto, um instrumento, consciente e livre, para a manifestação do amor divino para os demais seres humanos.

- Não é coincidência, pois, que Lucas, ao descrever a igreja nos seus primeiros dias, tenha afirmado que se tratava de um povo que perseverava na doutrina dos apóstolos e na comunhão, ou seja, a igreja é um povo que, por permanecer nos ensinos dos apóstolos, que são os ensinos de Cristo Jesus, a Palavra de Deus, é um grupo de pessoas que permanece na comunhão, persiste sendo um conjunto de pessoas que compartilha dos mesmos desejos, dos sentimentos e desígnios

 

Contato

J A I M E B E R G A M I M

jaimebergamim@bol.com.br e jaimebergamim@gmail.com.br

Fone: XXX (41) 3537.3738
tuitter:
@bergamimjaime
http://minist-jaimebergamim.webnode.com.br
Site da Igreja:
http://igrejaaltodacruz3.webnode.com

Pesquisar no site


A terceira idade; por que devo me preocupar se sou apenas um jovem.

Veja as causas

pbjaimebergamim.webnode.com.br/news/a-terceira-idade-eu-vou-chegar-la/

ORE E DIVULGUE NOSSO SITE

Crie um site grátisWebnode