O EVANGELHO PROPAGA – SE ENTRE OS GENTIOS

03/03/2011 16:20

 Texto: Atos 10.44-48; 11.15-18

 

INTRODUÇÃO

 

O plano de Salvação feito nas era eterna de Deus, não estava limitado apenas a um povo restrito, mas sim a toda a humanidade.

Deu faz de dois povos um só povo não fazendo com isso acepção de pessoas.

De Judeus e gentios Deus forma a igreja universal me todos os tempos.

 

I. OS GENTIOS NO ANTIGO TESTAMENTO

 

Se todos descendem de um único casal, por que de judeus e gentios?

Quando Deus criou o homem e colou no Éden, Ele requereu pouco do homem, mas requereu algo muito importante que define todo o destino espiritual do mesmo: a obediência.

 

a.      Causa principal do pecado, foi e é a desobediência.

b.     O efeito ou resultado foi a destruição da humanidade inteira, e a separação do homem de Deus.

Nesse contexto, Deus preservou uma família.

 

1. Um novo começo com Noé

 

Deus ia dar cabo a humanidade, mas em Noé Deus encontrou justiça, e apenas a sua família escapou do juízo de Deus.

 

Através de seus três filhos ou patriarcas, Sem, Cam e Jafé, Deus começa uma nova raça santa. Porém, o homem voltou a pecar (Gn. 11.1-9).

 

Com o pecado, e a confusão das línguas os homens se espalham por sobre a face da terra.

 

Em meio o pecado já generalizado Deus escolhe Abrão descendente de Sem.

O nome Abrão significa pai exaltado. Mais tarde Deus troca ou acrescenta um silaba. De Abrão passa a ser Abraão para elevar mais ainda a sua exaltação “pais de muitas nações” ou pai de “multidões”.

 

Essa mudança de nome tem grande significado místico, ou seja, alegórico ou figurado para a história dos hebreus, uma vez que a mudança de nome significava pertence à divindade e mudar o destino do clã.

 

Logo entendemos que Abraão teve seu nome mudado para se identificar com Jeová, e estava mudando destino da família ou o clã. Vejam que Deus chamou Abraão de Ur dos caldeus um povo idólatra para uma nova terra e assim formar um novo povo sob seu patriarcado.

 

Desta forma fica claro que o acréscimo em seu nome, não era apenas para designar pai de multidão, mas sim para dar novo sentido a um povo que seria separado para ser santo ao Senhor, esse povo seria mais tarde a nação judaica.

 

Assim começa uma nova nação sem as águas do dilúvio.

 

2. A exclusividade dos descendentes de Abraão.

Gn 1.5,6

 

Deus manda Abraão contar as estrelas, se é que ele ia conseguir, e afirma: assim será a tua semente.

 

Deus forma agora um povo especial que deveria ser um reino de sacerdotes, um povo que seria separado com único propósito para Deus.

 

As demais nações que não fossem descendentes de Abraão seriam chamados de gentios.

 

Mas mesmo os não descendentes de Abraão, os chamados de gentios, eram amados por Deus, por que Deus disse que em Abraão seriam bendita ou abençoada todas as famílias da terra.

 

Mais tarde Jesus disse que a salvação viria dos Judeus, isso só indica que os gentios eram alvos da misericórdia de Deus.

 

 

 

 

 

II. OS GENTIOS EM O NOVO TESTAMENTO

 

No Novo Testamento Deus se revela de uma forma muito sublime conforme se pode ler em Jo. 1. 11,12.

 

Jesus veio para os que era seu e os seus não o receberam, mas a todos quanto recebeu deu lhes o poder de serem feitos filhos de Deus: aos que crêem no seu nome. E, em João 3.16 afirma que Deus amou o mundo e não só os judeus. Que revelação gloriosa.

 

1. Nos evangelhos

 

Nos evangelhos, a mensagem de Cristo deveria ser pregada a todas as nações, e não só aos judeus, não ficando restrito só a nação judaica.

Para a mulher Cananéia Mt. 15.21-28, Jesus elogia a sua fé e declara a cura. Ao centurião não foi diferença, aquele homem demonstrou tamanha fé que nem Israel referindo-se a nação judaica Jesus achou tanta fé.

 

2. Nos Atos dos apóstolos

 

Nos Atos dos Apóstolos começa então ser aberta as portas para os gentios. A conversão de Paulo foi um marco para o povo gentio.

 

Vemos agora, famílias sendo alcançadas pelo evangelho da graça. Cornélio homem piedoso, recebe a visita de Pedro e todos são batizados com Espírito Santo.

 

3. Missão e salvação entre os gentios

 

Deus tem homens especiais para tarefas especiais: Pedro que outrora era medroso agora é enviado ao seu próprio povo, os da circuncisão.

 

Enquanto Paulo, o valente e destemido é enviado aos gentios com evangelho da incircuncisão.

 

As questões culturais, apresentada aqui em Novo Testamento não foram obstáculo para o plano de salvação tanto para judeus como para gentios.

 

Jesus disse: aquele que vem a mim de maneira nenhuma lançarei fora.

Enquanto a lei era como guia para os Judeus, a graça trouxe liberdade a todos independente de povos ou nações.

 

Conhecer a aproximação da graça e a lei, era missão para dois homens de Deus com um mesmo propósito “ganhar almas” para Cristo, e desses fazer a igreja universal de Cristo, o corpo visível e invisível na terra.

 

III. JUDEUS E GENTIOS UNIDOS POR DEUS MEDIANTE A CRUZ

 

Pedro um Judeu fanático que agora entendeu a vontade divina, afirma que Deus havia visitado também os gentios, para fazer deles um povo para seu nome.

 

Desta forma o evangelho de Cristo quebrou e continua quebrando as barreiras culturais e as separações que estava no meio mediante a cruz de Cristo.

 

Agora os gentios deixam de ser estrangeiros, para ser concidadão dos santos, da família de Deus. Cumpre-se assim a promessa feita a Abraão: Em ti serão benditas todas as famílias da terra.

 

Através da cruz, foi reconciliado em Cristo tanto judeus quanto os árabes, tanto os descendentes de Isaque quanto os descendentes de Ismael.

 

Em Cristo todos foram reconciliados para a salvação, onde não existe mais nem gregos, nem gentios e nem samaritanos.

 

Em uma das próximas lições vamos estudar as viagens missionária de Paulo, onde ele fundou e estabeleceu igreja constituída de gentios.

 

CONCLUSÃO

 

Assim como em alguns lugares as mensagens foram tiradas da sinagoga e oferecida diretamente aos gentios que de bom grado recebeu a palavra, nós também precisamos ir alem fronteira e levar a palavra de Deus, a mensagem de Cristo a todos.

Há uma grande necessidade de evangelizar povos ainda não alcançados que estão a margem de barreiras culturais e religiosas.

Deus nos ajude a entender o propósito da cruz de Cristo. “Unir”

 

Tenham todos uma boa aula

Contato

J A I M E B E R G A M I M

jaimebergamim@bol.com.br e jaimebergamim@gmail.com.br

Fone: XXX (41) 3537.3738
tuitter:
@bergamimjaime
http://minist-jaimebergamim.webnode.com.br
Site da Igreja:
http://igrejaaltodacruz3.webnode.com

Pesquisar no site


A terceira idade; por que devo me preocupar se sou apenas um jovem.

Veja as causas

pbjaimebergamim.webnode.com.br/news/a-terceira-idade-eu-vou-chegar-la/

ORE E DIVULGUE NOSSO SITE

Crie um site grátisWebnode