O PODER IRRESISTÍVEL DA COMUNHÃO NA IGREJA

23/01/2011 18:40

 

Texto: Atos 2.40-47

 

 

INTRODUÇÃO

 

Igreja é “UM CORPO” - Ela não pode ser dividida ou cortada e ao mesmo tempo permanecer com vida (I Cor 1:13). Mesmo os carrascos romanos que crucificaram, Jesus respeitaram o seu corpo, não o cortando (Jo 19:31-36).

• A Igreja é “UMA UNIDADE” - Todos os membros, pela operação do Espírito Santo, são formados em UM CORPO (I Cor 12:13);

 

I. A COMUNHÃO DOS SANTOS

 

A igreja deve desfrutar uma comunhão acima do comum, por que o comum todos fazer.

Hoje o que chamamos de comunhão está muito abaixo da verdadeira comunhão que a igreja primitiva desfrutava.

 

1. O que é a comunhão

 

COMUNHÃO = Sentimento de unidade que leva os cristãos a se sentirem um só corpo em Cristo Jesus. Tendo como vínculo o amor, a comunhão cristã desconhece distinções sociais, culturais e nacionais: SOMOS UM EM CRISTO. Eis por que choramos com os que choram e alegramo-nos com os que se alegram.

 

Ela é o vinculo da unidade fraternal mantida pelo Espírito Santo, que nos faz tornar um só corpo em Cristo.

 

A comunhão deve ser completa:

a.      Na oração

b.     Na suplica

c.     No partir do pão

d.     Socorro aos menos favorecido – o que pouco se faz em nossas igreja hoje.

 

2. A unidade do corpo de Cristo

 

Assim como o corpo humano tem vários membros e todos tem sua função especifica em benéfico do próprio corpo, assim e a igreja (corpo) de Cristo. (a) (1Co 12.12)

 

O sofrimento de um membro deve ser o sofrimento de todo o corpo, mas ao contrario disso, muitos se alegra com o sofrimento do outro. Não era esse o sentimento da igreja primitiva (b)  (Ef 4. 1-6)

 

3. A comunhão da Igreja agrada a Deus

(c) (Sl 133. 1-3)

 

O próprio Jesus em sua oração sacerdotal rogou pela unidade de seus discípulos

 

Suportar uns aos outro em amor (d)  ( Ef. 4.2)

 

 

II. A COMUNHÃO CRISTÃ CARACTERIZA-SE PELA UNIDADE

 

A ciência sociológica  não possui explicação para tal, pois não é apenas uma questão social, mas espiritual.

É interessante notar que (e) a sociologia está preocupada com os interesse apenas humanos seus relações sociais, políticas, culturais. Assim,  a sociologia peca por desconhecer os fundamentos da comunhão Cristã.

 

1.Unidade Doutrinaria

 

A palavra doutrina, vem do latim (f) doctrina (ensinar), também pode envolver idéia de crença, dogmas, conceito ou princípios de fundamentos.

 

Quando a doutrina de uma igreja é unânime, não haverá espaço para a heresia. Os diversos ensinamentos e muitos deles divorciados das Escrituras têm criado certas heresias que vem prejudicando a unidade da igreja, e isso numa mesma denominação, quanto mais, de uma denominação para a outra.

 

A igreja primitiva perseverava em um só ensino, aquele deixando pelos apóstolos .

Os primeiros cristãos desejavam aprender porque queriam fazer. O cristianismo não é uma busca acadêmica. No livro de Atos, Lucas escreveu sobre vidas transformadas, não sobre formaturas de faculdades. Os tessalônicos suportaram perseguições. Os efésios queimaram livros de artes mágicas. Um casal, Áqüila e Priscila, saíram de Roma, foram para Corinto e depois para Éfeso, e depois voltaram para Roma pelo seu desejo de divulgar o evangelho. Pessoas de fé se mostram dedicadas em ouvir e praticar!

 

2. Unidade na própria comunhão

 

Quando existe comunhão na própria comunhão? Quando não demos espaço para as heresias.

a.      Ensinamento de Balaão – Ídolos e prostituição estava ligado a esse sensino

b.     Ensinamento de Jezabel – Imoralidade sexual e sacrifício da idolatria estava ligado aos ensino de Jezabel.

 

3. Unidade no partir do pão

 

O ato da Santa Ceia, era lembrado a morte e ressurreição de Cristo. Não era um mero ajuntamento de pessoas para um momento de descontração.

 

A comunhão do partir do pão hoje perdeu o seu real significado. Muitos até desprezam a ceia do Senhor por motivos banais, e o desejo de comungar com os irmãos nesse momento não tem muita importância.

Voltemos ao primeiro amor que reinou entre os nossos irmãos primitivos.

 

4. Unidade nas orações

 

O alicerce da igreja primitiva era construído pela oração. Eis o grande motivo porque a igreja venceu as perseguições, e homens de Deus foram mortos e não renunciaram a sua fé.

- Pedro estava na prisão mas igreja fazia continuo oração (g) (At. 12)

 

III. OS FRUTOS DA COMUNHÃO CRISTÃ

 

1. Temor a Deus

 

Em cada alma havia temor (At. 2.43)

O temor do Senhor é principio da a sabedoria.(Pv.1.7)

 

2. Sinais e maravilhas

 

Eis o grande motivo porque não vemos mais sinais e maravilha entre nós (em alguns lugares). Porque se não temos comunhão Deus não pode operar.

Uma igreja dividida onde cada dirigente departamento sente-se dono da igreja.

 

Quando existe a comunhão entre os irmão, a obra avanca e os sinais acontecem.

 

3. Assistência social

 

Tinham tudo em comum.

 

Muitos precisam de ajuda financeira, mas muita gente está precisando mais de um olhar, de um ombro amigo, de um abraço sincero, de uma conversa franca, de uma simples atenção.

 

função de assistência social na Igreja é um dos seus pilares e, sem dúvida, uma das formas mais poderosas de demonstrarmos, ao mundo, a nossa diferença e o amor de Deus que está em nossos corações. Ela é a continuação da obra iniciada por Jesus. Jesus disse que sempre haveria pobres sobre a face da Terra (João 12:8), não fugindo desta realidade nem mesmo aqueles que pertencem à igreja, como nos mostra o episódio que levou à criação do diaconato (At 6:1-3).
Se é verdade que Deus tem promessa de que o justo não será desamparado e que sua descendência não mendigará o pão (Sl 37:25), isto se deve, em grande parte, ao fato de que o Senhor, na igreja, proporciona aqueles que repartem o que têm com quem tem necessidade. A base desse sentimento constitui o critério da generosidade que deve permear a vida cristã.

 

 4. crescimento

 

A comunhão produz crescimento, por que Deus não pode operar em meio as divisões que massacra a igreja deixando membro ferido.

A falta de comunhão produz  esvaziamento de muitos templos. Isso é serio e devemos rever os nossos conceitos cristãos. Como está o crescimento da igreja em que você serve a Deus? Ela está crescendo, ou está apenas batizando os que nascem e sepultando os que morrem.

 

 

5. Adoração 

 

A adoração era tão importante na igreja primitiva que caia na graça do povo, ou seja, ela era reconhecida como igreja que adorava a Deus, e não faziam meros movimentos.

Estavam todos presentes na adoração e não se isolavam uns dos outros. Não havia partidarismo, grupinhos e facções na igreja.

 

CONCLUSÃO

 

Não pode haver cristianismo sem comunhão, não existira a igreja sem a comunhão.

Deus está procurando comunhão na igreja. Seja você um agente de comunhão, aquele que ajunta e não espalha. Aquele que traz e não mando embora.

Somos ganho por amor. Se não amamos não podemos dizer que temos comunhão.

Am. 33 Acaso andarão dois juntos, se não estiverem de acordo?

A trevas não tem comunhão com a luz.

Contato

J A I M E B E R G A M I M

jaimebergamim@bol.com.br e jaimebergamim@gmail.com.br

Fone: XXX (41) 3537.3738
tuitter:
@bergamimjaime
http://minist-jaimebergamim.webnode.com.br
Site da Igreja:
http://igrejaaltodacruz3.webnode.com

Pesquisar no site


A terceira idade; por que devo me preocupar se sou apenas um jovem.

Veja as causas

pbjaimebergamim.webnode.com.br/news/a-terceira-idade-eu-vou-chegar-la/

ORE E DIVULGUE NOSSO SITE

Crie um site grátisWebnode