A EXCELENCIA DO MINISTÉRIO

12/06/2010 19:50

 

 

JR. 45:1-5

 

Um homem que pertencia nobreza, agora tinha que depender exclusivamente de Deus.

Foi desafiado a escrever o segundo livro das profecias de Jeremias, tendo em vista que o primeiro foi queimado pelo rei.

 

O que significa palavra Excelência?  Ela é oriunda do termo em latim ‘excellentia”.
Esta palavra que tem como prefixo e ditongo ‘Ex’ - que significa: Movimento para fora; posição exterior.


A etimologia da palavra excelência é algo inerente ao ocorrido com Baruque.
Se nós analisarmos a palavra veremos que: Excelência significa superioridade de qualidade, ou seja algo com qualidade superior;primazia; especialidade.
A inferência ou a forma de pensamento que ‘excellentia’ era usada era no sentido de que era algo realizado para o bem de outros e não de quem realizava a ação.

Portanto, Baruque ao desabafar com Deus estava quebrando esta máxima.
Ele já era excelente no que fazia pois realizava algo para Deus, para o Profeta e para o povo de Israel.

Ele como nós, só nos achamos excelentes, quando nos sentimos bem, quando estamos bem, sem que necessariamente, os outros também estejam bem.
Ser Excelente é executar algo para os outros, este é o real sentimento de ser excelente.

 

I. QUEM ERA BARUQUE

 

Baruque - Baruch - Baruc - Ba’ruch - Hebraico=Barûkh - Deus seja bendito ou abençoado - Escriba e Secretário de Jeremias citado ao longo das linhas do Livro profético.

 

Baruque pertencia nobreza de Judá, um homem culto que sabia falar bem em publico e hábil escrito na língua Hebraica, como podemos dizer, era um moço de sucesso.

 

Seu nome significa abençoado ou bendito, amigo fiel e amanuense de Jeremias.

Começou a escrever as profecias de Jeremias no quarto ano do rei Jeoaquim, entregue por Jeremias  afim de lê-las diante do povo.

 

 

II. CORAGEM E ZELO DE BARUQUE

 

O próprio Baruque sentiu se aterrorizado por causa das profecias, mas recebeu a promessa que seria livre das calamidades preditas contra Israel.

Um moço reconhecido por seu zelo dedicação e trabalho.

 

1. Cuidava dos negócios particulares de Jeremias

 

Durante o cerco de Jerusalém em 587 a.C., Jeremias comprou um terreno de seu primo Hanameel, deixando o titulo com Baruque (Jr. 32.12).

 

Baraque foi acusado também de influenciar Jeremias a tomar partido  contra os Caldeus  (Jr. 43.3).

Foi lançado na prisão em companhia de Jeremias. Ficou ali até a Cidade ser capturada conforme registra o historiado Josefo.

 

Assim Baruque não estava realizando uma simples tarefa, mas um trabalho de grande valia. Deus não se impressiona com aquilo estamos fazendo, mas leva em consideração o amor e a dedicação com que é feito. Para Deus não existe grande trabalho, todos tem o mesmo valor.

 

Muitos desprezam certo trabalho na igreja por achar que é humilde de mais para ser feito.

 

Entenda que na casa de Deus não existe menos o mais importante, todo trabalho é importante, desde que haja dedicação no valor.

Baruque podia ser amanuense do rei, mas escolher por fazer um trabalho ao profeta que era perseguindo e rejeitado pelo rei de Judá.

 

Talvez, meu amado, você esteja fazendo trabalho para seu pastor, tem sido seu auxiliar, e espera dele alguma coisa. Fique certo que a recompensa poderá vir de forma que você não espera de maneira que não vai ter agradar, mas essa é a vontade do Senhor.

 

2. Fiel nas escritas.

 

Ele tinha grande responsabilidade de registrar fielmente todas as profecias que o profeta inspirado  por Deus ditava a ele.

 

Note que o povo Judeus eram muito cuidadosos na questão da Escrita Sagrada. Os copistas contavam até a quantidade de letras para não errar a tradução das copias ou  tirar ou acrescentar. Tamanho era então zelo de  Baruque..

 

Alem de escrever as profecias, Baruque também as lia para o povo, o conselheiro e do rei.

 

Deus nesses últimos dias está em busca de homens fiel que tenha a coragem de não omitir nada daquilo que ele tem nos entregado através da palavra revelada.

 

III. EXPECTATIVA FRUSTRADA

 

Estamos vivendo tempo onde procuramos glorias pelo nosso trabalho prestado, com Baruque certamente não era diferente, mas em vez de o povo se curvar diante da leitura das profecias, o povo continuou com seus corações endurecidos.

 

Baruque via seu sucesso fracassado quando a cidade de Jerusalém aos pouco ia se sucumbindo face a profecias ditado pelo profeta Jeremias.

 

Não acontece assim conosco também? Muitas vezes vemos nosso sucessos se transformando em aparente fracasso. Parece que todo nosso trabalho feito para  Deus caiu por terra e reduziu a nada, e nós ficamos a questionar e até o pensamos em parar. Até mesmo os nossos melhores amigos parecem que nos abandonou.

 

Baruque quem sabe esperava reconhecimento de Jeremias, mas em vez disso o que lhe restou foi também prisão ao lodo de seu mestre e acusações sem motivo.

 

Baruque, apenas registrava o que o profeta recebia do Senhor, no entanto, isso foi o bastante para ser acusado pelo povo de Judá em afirma que Baruque estava seduzindo o profeta Jeremias a pronunciar tais profecias contra Jerusalém e contra o Santo Templo.

 

Certamente, isso causou frustração para o moço Baruque que cheio de sonhos, agora via nada mais que acusações contra si e um trabalho que tanto se esmerava para realizar.

 

IV. SUCESSO OU EXCELENCIA

 

O que entendo por excelência vai além daquilo que esperamos como gratificação humana, ou sucesso. Sucesso e realizações pessoais podem serem conseguidos na vida profissional, mas na vida no sentido espiritual,  tudo que conseguimos é a excelência do nosso trabalho que sempre é feito em favor dos outros.

A frustração de muitas pessoas no ministério hoje, se dá exatamente por causa do sucesso não alcançado, por que fizeram para si e não para os outros, ou seja,  em beneficio de outro.

 

A excelência do ministério cristão consiste na DIACONIA, a arte de servir os outros. É muito gratificante quando dispomos a servir os outros sem exigir recompensa alguma ou gratificação futura. Eis o grande perigo para aqueles que buscam glória para o tempo presente.

 

A palavra de Deus afirma que quando recebemos louvores dos homens, já recebemos também o nosso galardão. Desta forma somos reconhecidos diante dos homens, no entanto não somo visto por Deus.

 

Os verdadeiros servos excelentes, às vezes estão no anonimato, não são visto e nem reconhecido pelo igreja, e às vezes nem pelo ministério quando o mesmo é um obreiro.

Deus procura os fieis da terra, e se procura é porque estão escondidos. Em outras palavras, Deus procura os excelentes da terra.

 

João  4:23

Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem).

 

 

A adoração é uma formação de excelência, por que prestamos homenagem à outro, quando partimos do sentido original da palavra adoração.

 

CONCLUSÃO

 

Façamos o nosso trabalho com excelência, dedicação e esmero. Ainda que os óbices do dia a dia queiram barrar o nosso trabalho. Os nossos adversários, tais como tinham Baruque e Jeremias que estão no meio do  ministério cristão; você meu amado obreiro entenda que Deus está te vendo, avaliando e aprovando seu trabalho.

Não importa as lutas; saiba que está fazendo um trabalho para um outro “Rei Jesus” , siga em frente não parece.

 

Tenham todos uma boa aula

 

Contato

J A I M E B E R G A M I M

jaimebergamim@bol.com.br e jaimebergamim@gmail.com.br

Fone: XXX (41) 3537.3738
tuitter:
@bergamimjaime
http://minist-jaimebergamim.webnode.com.br
Site da Igreja:
http://igrejaaltodacruz3.webnode.com

Pesquisar no site


A terceira idade; por que devo me preocupar se sou apenas um jovem.

Veja as causas

pbjaimebergamim.webnode.com.br/news/a-terceira-idade-eu-vou-chegar-la/

ORE E DIVULGUE NOSSO SITE

Crie um site gratuitoWebnode